segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Coletivo de Entidades pela Luta da Moradia

Salve!
Juntamente com um Coletivo de Entidades pela Luta da Moradia.
Estamos na Construção de pleitear a Ativação do Conselho Gestor do Fundo Habitacional Estadual do Estado do Rio de Janeiro.
Em 26 de junho de 2019, tivemos a oportunidade de ter a Audiência Pública na Alerj. Na qual tivemos a Professora Arquiteta e Urbanística - Regina Bernstein, representantes do Núcleo de Terras e Habitação da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e Coletivos Populares da Luta pela Habitação, presentes.
Eu Marcello Deodoro, estive representando a FAFERJ - Federação Estadual de Associação de Moradores de Favelas do Estado do Rio de Janeiro, também faço Parte do Conselho Popular , que está atuando contra os Processos de Remoções na Cidade do Rio de Janeiro.
No Dia 13 de agosto de 2019, tiramos um Dia pra fazer um ATO em frente ao Prédio do IBGE , que por conta de Ordem do Governo atual, estará retirando de seus Questionários a pergunta Renda Salarial e demais informações sobre a situação Habitacional do Cidadão Brasileiro ( o que vai fazer o Governo reforçar a idéia de que não existe o problema, pois ele não irá aparecer no Próximo Censo de 2020, pra ser alvo de Estudos ou Estatísticas). Repudiamos essa Omissão por parte do Governo Federal em Calar nossa Boca e dizer que não podemos denunciar o Déficit habitacional/ Saúde e também o Salarial pra podermos pagar nossas Contas de Maneira Digna.
No mesmo dia 13 de agosto de 2019, fomos também no Prédio do Ministério das Cidades, ao Lado do Fórum, onde Protestamos essa Calamidade Pública atinente ao Governo Estadual, não querer nos receber pra falar sobre o Fundo Habitacional Estadual do Estado do Rio de Janeiro ( Justamente o Governador Witzel que deseja tirar a Decisão do Conselho Gestor e decidir por Decretos o Destino dos Recursos que já beiram paralisados a casa de 1 Bilhão de reais).
Nesse Segundo ATO, foi logrado Êxito e um grupo de representantes foi recebido pelo Subsecretário do Ministério das Cidades do Estado do Rio de Janeiro , e com isso foi marcada uma Agenda em Setembro pra que um Grupo com representantes de Entidades / Coletivos Populares da Habitação, estejam presentes nessa Agenda.
Hoje as 16 Horas na Ocupação Manoel Congo ( Prédio ao Lado da Câmara Municipal dos Vereadores da Cidade do Rio de Janeiro - Cinelândia), estamos tendo uma Reunião onde vamos falar sobre os Dois ATOS do Dia 13 de agosto de 2019 e também quem irá estar presente nessa Agenda com o representante do Ministério das Cidades ( Governo).

Marcello Deodoro
*Comissão de Moradores da comunidade Indiana Tijuca*
*ONGs e Comunidades*
*Rotary Club da Tijuca*
Rio, 19 de Agosto de 2019.

domingo, 18 de agosto de 2019

um dia de Lutas, pelos Direitos Humanos


*Ontem foi um dia de Lutas, pelos Direitos Humanos, onde não podemos esquecer isso*
1- Na Igreja Santa Bernadete, Avenida dos Democráticos ( Bonsucesso), reuniram - se Coletivos Populares e Ativistas contra a Violência Urbana desenfreada.
Numa Conferência ( *Pare de nos Matar*), foram lembrados os últimos assassinatos e inclusive registrou a situação do Complexo do Borel.
Presença da Mãe da Vereadora Marielli Franco.
2- Saindo da Comunidade Indiana Tijuca, altura da Rua Conde de Bonfim 1.140, onde já havia sido previamente Planejada e Organizada, na Data 15 de Agosto de 2019, no Instituto de Cidadania Unidos da Tijuca, houve um ATO com Caminhada até a Praça Saenz Pena.
Um Jovem Estudante Uniformizado na Data de 09 de Agosto de 2019, às 07:30Hs ( na Calçada do Ex Carrefour Tijuca), foi alvejado com um Tiro de Fuzil no Peito. Estava uniformizado, indo Estudar e tinham mais pessoas no Ponto de Ônibus. *Uma Tragédia*, tendo em vista que no Local, passam e ficam milhares de Cidadãos Tijucanos.
*O ATO foi para que isso não vire Rotina na Tijuca*. Toda uma Família sofre com essa perda e mais a Nossa Sociedade que fica Refém da Violência Urbana.
*Participação da Ouvidoria da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, Comissão de Direitos Humanos da Alerj e Entidades da Grande Tijuca*.
Rio, 18 de agosto de 2019.
*Marcello Deodoro*
ONGs/ Comunidades
Rotary Club da Tijuca



Conferência sobre o *Pare de Nós Matar*




Na mesma data que teve o nosso ATO no Complexo do Borel.
Teve também uma Conferência sobre o *Pare de Nós Matar* em Andamento desde o dia 26 de junho de 2019. Onde em Ipanema ( Posto 8), foi com a presença de várias Lideranças Comunitárias e Coletivos Populares contra a Violência nas Favelas e Morros.
Essa iniciativa é pra falarmos sobre tudo isso que nos acomete e envolve mais de 80 Coletivos Populares que estão nesse momento totalmente mobilizados contra essa Política do Extermínio e Violência por parte do Governo Witzel e todas as outras formas de Violência que tiram a Vida de nossos Amigos e Familiares.
A FAFERJ - Federação Estadual de Associação de Moradores de Favelas do Estado do Rio de Janeiro, está sendo representada pelo Felipe dos Anjos e pelo Marcello Deodoro, nessa Construção, juntamente com outros Companheiros.
*Maiores informações*
A Conferência Parem de Nos Matar acontecerá no dia 17 de agosto, a partir das 10h às 18h. Terá almoço no local.
acontecerá na Paróquia Santa Bernardete, na Democráticos. No mesmo bairro.
A mudança se deu apenas por um motivo de logística.
* Linhas de ônibus via Avenida dos Democráticos, 896.
313 - Tiradentes/Penha
322 - Praça Mauá/Olaria
663 - Méier/Fundão
696 - Méier/Praia do Dendê
622, 621 - Sãns Pena/Penha
680 - Méier/Iapi da Penha
630 - Sãns Pena/Iapi da Penha
Caxias/Usina
Caxias / Sãns Pena/
Estação do Metrô - Maria da Graça
Linha Amarela / Saída 7( são dois pontos para chegar até a Igreja.
*Endereço do Local*
av. dos Democráticos, 896 - fds - Manguinhos
Paróquia Santa Bernadete
[16/8 08:16] Marcello Deodoro: *1o Conferência ”Parem de Nos Matar”*
08:30hs – CAFÉ
09:00hs – ABERTURA
PONTO 1
Como nos organizamos?
Meodologia / Organicidade / Coordenação
09:10hs – Mística do “Levante Popular da Juventude”
09:20hs – Curta (Ocupações Escolares de 2016)
09:30hs – FALAS DOS PROVOCADORES (6 min. cada)
_Levante Popular da Juventude
_Movimento Negro Unificado
_Movimento e Mães/Mulheres Vítimas de Violência do Estado
_Redes de Comunidades da Maré
10:00 – Microfone aberto / abrem-se as inscrições para as falas (3 min. Cada)
12:00hs - Almoço
14:00hs - RETORNO DO ALMOÇO
PONTO 2
Construindo um programa comum.
14:00hs - Curta (Panà Panã – filme Cartel Adélias)
14:10hs – FALAS
_Análise de conjuntura
_Princípios Políticos
_Pautas + Planos de lutas
16:00hs - CAFÉ
16:30hs - RETORNO DO CAFÉ
PONTO 3 // GRUPOS
16:00hs – Curta ( A definir)
16:10hs – GRUPOS DE DISCUSSÃO
_Segurança Pública
_Direitos Humanos
18:00hs – PLENÁRIA // FECHAMENTO
19:00hs – MÍSTICA
19:30hs - CONFRATERNIZAÇÃO




Construção do ATO do dia 17 de Agosto de 2019



Na Data de 15 de Agosto de 2019, por conta da Ultima Manifestação na Rua Conde de Bonfim, nessa Semana, que foi o resultado da Morte de um Estudante da Escola Pública no Ponto de Ônibus do Ex Carrefour Tijuca.
Houve uma Reunião no Instituto de Cidadania Unidos da Tijuca ( Morro do Borel).
Que teve início às 18 Horas e Terminou às 20 Horas, com a presença da Comissão de Direitos Humanos da Alerj e Ouvidoria da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, Assessoria do Mandato da Deputada Mônica Francisco, Associação de Moradores do Salgueiro e do Morro do Borel, Conselho Tutelar, Família do Gabriel ( Vítima), e diversas representantes de Entidades Locais, FAFERJ - Comissão de Moradores da comunidade Indiana Tijuca ( Marcello Deodoro - Rotary Club da Tijuca), Instituto de Cidadania Unidos da Tijuca, Representantes de Igrejas Locais.
Definido: Ato Com Atividades Culturais dia 17 de Agosto de 2019 ( Sábado ) do Complexo do Borel ( Rua Paul Underberg).
A partir das 13:00Hs
Terá uma Audiência Pública na Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, na Data de 23 de agosto de 2019, às 15:30Hs pra falar sobre o Assunto.
Dia 21 de Agosto de 2019, na Concha Acústica da Igreja Nossa Senhora da Penha, terá a presença de representantes da Vila Cruzeiro, e demais entidades pra denunciar A Violência na Atualidade , Horário Horas.
*Marcello Deodoro*
Comunidades/ Ongs
Rotary Club da Tijuca

Comissão de Moradores é reconhecida como Associado Rotary Club da Tijuca


Associado Rotary Club da Tijuca, Cerimônia Realizada na data de Hoje no Tijuca Tênis Club, com a presença de Representantes da Sociedade Tijucana. ser Rotary é ser o escolhido entre Poucos dentro de 240 Países, somos apenas poucos, não pedimos , somos escolhidos. Agradeço a Deus, Minha família e as Pessoas que direta e indiretamente, fizeram isso acontecer. Minha trajetória nas Forças Armadas e a Luta pela Habitação / Luta-Direitos da Saúde e Movimentos Sociais, fizeram esse meu Currículo. Sou Oficialmente o Associado Rotary Club do Rio de janeiro -Tijuca: na Classificação: Atividades Comunitárias - Gestão de ONG.



Conselho Municipal de Saúde da Cidade do Rio de Janeiro


Atrasos de Pagamentos na Saúde! Despreparo Administrativo da Prefeitura Municipal da Cidade do Rio de Janeiro.
Na Data de Ontem, participação no Conselho Municipal de Saúde da Cidade do Rio de Janeiro, onde muitas situações envolvendo a Saúde, estão gritantes na Cidade, seja a falta de Medicamentos, condições de atendimentos médicos e principalmente o atraso / falta de Pagamentos na Gestão Prefeito Marcelo Crivela. Uma Administração que já vê como normal , ocorrer atrasos nos pagamentos dos Trabalhadores da Saúde. Cuidar das pessoas, é também zelar pelo bem estar de chefes de famílias que ao trabalhar tem garantido os seus direitos, não adianta impor uma imagem que todos tem suas obrigações para com a população local, se o Gestor da Cidade, ao contratar uma OS, larga e lava as mãos para um problema tão sério assim. Desculpas de que a OS, está deixando de prestar contas, não vai pagar o aluguel ou abate os juros de quem está no vermelho no Banco.
Outra coisa, quando existe o atraso, a prefeitura não impõe correção monetária ou dá uma declaração de isenção nas multas.
A Saúde do Município do Rio de Janeiro, precisa também ser alvo de cuidados , é esses estão a desejar no momento, por culpa é tão somente Culpa da Administração Prefeitura Municipal da Cidade do Rio de Janeiro.



ATO a Favor da Habitação


ATO a Favor da Habitação
Saímos do Prédio do IBGE e agora estamos no Prédio do Palácio das Cidades.
Governo quer que o IBGE, tire informações que mostram que temos problemas com Moradias e Saúde de seu próximo Censo em 2020.
Isso vai fazer o Governo dizer que não existe Déficit habitacional ou na Saúde.
Sem informações, nada temos.
Também estamos reivindicando a participação no Fundo de Interesse Habitacional Estadual do Estado do Rio de Janeiro, onde o Governo Witzel, se nega a nos receber pra ativar a participação Popular no Conselho Gestor.
Estamos com quase 1 Bilhão travado e sem destino a Política de Habitacional Estadual do Estado do Rio de Janeiro.